Uma Boa Resposta

Dia desses eu estava metido numa discussão sobre capas de revistas, no GameBlog. Alguém levantou a questão e eu estava tentando explicar como seria uma capa bacana pra quebrar o marasmo maximalista das capas brasileiras. Na hora eu não tinha nenhum exemplo pra dar pros caras, então tentei explicar vagamente o que eu pensava… mas a verdade é que eu não sei se consegui ser claro.

Bom, agora eu acabei de ver, na minha frente, a resposta que eu queria ter dado aquele dia. Isso é que é capa de respeito:

(clique para ver maior [ainda])

 

Capa da GameInformer de 04/2006

* * *

E eu estou preparando um post bacana de "estréia" para o 16-BIT. Podem esperar que não demora.

É que eu não podia deixar de postar isso. =)

9 Responses to “Uma Boa Resposta”


  1. 1 Thiago Duarte segunda-feira, 10/04/2006 às 12:46 pm

    Ge-ni-al essa capa! Esse designer nunca vai ficar desempregado!

    E parabéns pelo novo blog. =D

  2. 2 Raven Lord segunda-feira, 10/04/2006 às 2:37 pm

    De fato esta capa ficou ótima.

  3. 3 Eduardo Trivella segunda-feira, 10/04/2006 às 2:49 pm

    Coisa linda mesmo! Essa revista é punk!

  4. 4 Raven Lord segunda-feira, 10/04/2006 às 3:23 pm

    Aproposito, o que seria uma capa maximalista?

  5. 5 Fábio Barros segunda-feira, 10/04/2006 às 3:58 pm

    Raven Lord, eu não sou exatamente um expert em arte pra te dar uma resposta completa sobre isso, mas eu posso te dizer que Maximalismo é um movimento artístico oposto ao Minimalismo, que procura passar as informações necessárias da forma mais simples e livre de detalhes e “firulas” possível. Sendo assim, o Maximalismo é o oposto: é passar a mensagem usando do maior número de detalhes e informação possível.

    Ao pé da letra, as capas de revistas de games nacionais são maximalistas pelo simples fato de aproveitarem cada cantinho possível e impossível para fazer alguma chamada ou inserir alguma informação sobre o conteúdo. Como você pode ver pelo exemplo desse post, as revistas estrangeiras normalmente têm capas mais “limpas”.

  6. 6 Julio Bassi (Imperial°Spirit) terça-feira, 11/04/2006 às 2:16 am

    Mas eu me pergunto uma coisa, lá fora os games não são mais vistos como um negocio para crianças, dessa forma temos muitas pessoas que compram coisas relacionadas a games, inclusive essa revista, que deve ter um bom numero de vendas. Ao contrario do Brasil, que tem um mercado muito pequeno relacionado ao mundo dos games. Então, acredito eu que ao inserir essas informações sobre o conteudo da revista na capa, as pessoas que possam estar procurando informação sobre um determinado game, digo isso me referindo aos gamers casuais que estão jogando algo e buscam informações sobre o game, acabam comprando a revista pois veem que ela contem uma materia sobre o respectivo jogo. Não sei se fui bem claro, então citarei um exemplo.

    Na capa se encontra, detonado sobre tal jogo.. imagine um gamer casual que passe na banca de revistas para dar uma olhada sem intenção de comprar algo, ao olhar para a revista de game ele vê exatamente o anuncio sobre o detonado do tal jogo que ele esta jogando naquele momento e não esta conseguindo progredir, nesse exato momento ele decide comprar a revista, pois além de ler o detonado ele também terá inforações a mais sobre o mundo dos games. Se a revista tivesse uma capa como a da GAMEINFORMER, provavelmente ele não teria nem olhado a revista, e somente um gamer hardcore compraria essa a GI por saber de seu conteúdo. Voltando a linha de pensamento que o Brasil tem um mercado de games muito pequeno, as revistas tem que mostrar o maximo que pode de seu conteúdo na capa, para que dessa forma ela consiga atrair mais alguem alem do seu publico hardcore. Claro que uma capa como a da GI é muito chamativa, mas não sei se funcionaria com o nosso publico, e como dizem nunca julgue um livro pela capa, infelizmente o conteúdo das nossas revistas não são tão bons como as do exterior.

  7. 7 Fábio Barros terça-feira, 11/04/2006 às 11:39 am

    Uau, Julio, mandou ver no comentário, hein? Hehehe!

    É claro, cara. Tu tem toda a razão. É assim que a coisa é, no Brasil. Eu não estava “culpando” as revistas brasileiras por colocarem 10.000 chamadas na capa, porque eu sei que isso é necessário em um mercado como o nosso. Eu só estava observando que, do ponto de vista estético, as capas com menos detalhes me agradam mais.

    E o pior é que a maioria dos designers de capas de revistas brasileiras também preferem as capas mais limpas. Mas, como tu disse, se não colocar muita informação, não vende.

    Valeu pelo comentário!

  8. 8 Julio Bassi (Imperial°Spirit) quarta-feira, 12/04/2006 às 1:28 am

    Eu concordo com você, tambem prefiro capas mais limpas, essa da GameInformer esta muito bonita. Mas infelizmente isso ainda não é uma realidade aqui. Ah, também não disse que voçê estava culpando as revistas brasileiras, mas só quis mostrar o pq delas agirem dessa forma. Apesar de achar que a capa é um dos menores problemas que as revistas brasileiras tem. Muitas pessoas deixam de comprar as revistas por terem acesso as informações pela internet, e ja como as revista tem pouco material extra (material que não se encontra na internet), ou as vezes nem tem, muitos deixam de compra-las.


  1. 1 365+9 dias de 16-BIT « 16-BIT Trackback em segunda-feira, 16/04/2007 às 3:10 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fabio Bracht's Facebook profile

Meus Outros Blogs

Add to Technorati Favorites



Browse Happy logo


%d blogueiros gostam disto: