Por que ninguém fala de Steambot Chronicles?

Capa japonesa de Steambot ChroniclesOu eu tenho olhado nos lugares errados, ou ninguém está dando a mínima para o lançamento americano de Steambot Chronicles ("Bumpy Trot", no Japão). Tomara que seja a primeira opção, pois caso contrário eu tenho sérias preocupações quanto às prioridades da mídia de games ocidental.

O título da produtora Irem (que lançou um ou dois jogos sem muita importância para o PS2) combina RPG, ação, aventura e música de maneira muito interessante. Você encarna o personagem Vanilla Bean, que acaba de acordar em uma praia, sem saber ao certo quem é ou de onde veio. A ação se passa em um mundo onde a robótica e a mecânica se desenvolveram muitos anos antes em relação ao nosso mundo real. Ou seja, é um game futurista e de época ao mesmo tempo.

Nesse mundo não existem carros. Ao invés disso, a humanidade criou os Trot Vehicles, que são robôs bípedes (bem ao estilo daqueles que o Mega Man X costuma encontrar pelas fases, lembra?), que servem para múltiplos propósitos, incluindo locomoção, auxílio no trabalho e inclusive para lutar.

Conforme a aventura se desenrola, você descobre que seu personagem tem um certo talento para tocar instrumentos musicais, além de possuir uma harmônica (gaita de boca) em um de seus bolsos. Você também conhece Coriander, a garota que divide a capa do game com Vanilla e será sua companheira na aventura.

Seguindo a tendência imposta por jogos como Grand Theft Auto, liberdade é um elemento-chave da jogabilidade. Você pode se concentrar em fazer (ou não fazer) o que quiser. Pode montar no seu Trot (que, por sinal, é totalmente customizável e equipável) e sair passeando pelas cidades do jogo, pode concentrar-se em solidificar o seu relacionamento (seja de amizade ou de "algo mais") com Coriander ou pode simplesmente pegar a sua gaita de boca, sentar em uma esquina e tocar para as pessoas, esperando as moedas que cairão aos seus pés. É claro que se você quiser fazer algo mais extravagante, como seguir as missões do jogo, por exemplo, é possível. Está dando pra entender por que eu não entendo a total falta de hype em cima desse jogo?

Desbancando pesos-pesados como Resident Evil 4, Shadow of the Colossus e God of War, Steambot Chronicles foi eleito o Melhor Jogo de 2005 no Japão pelo respeitado site Next Generation. É claro que o mercado japonês é extremamente diferente do americano, mas não há dúvidas que há algo a ser observado aqui. Algo que a mídia americana não está vendo. Provas?

  1. No "termômetro de popularidade" do GameStats.com, o jogo atinge, nesse exato momento, míseros 43,7 pontos. De 100.
  2. IGN, GameSpot e 1UP têm previews do título. Mas nenhum se prestou a dar o destaque merecido na página inicial, deixando o artigo relegado àqueles que realmente o procurarem.
  3. Eu nunca vi menção alguma à expressão "Steambot Chronicles" em nenhum site ou revista nacional.
  4. E, pra terminar, o mais impressionante: não há um artigo na Wikipédia sobre esse jogo! Tem artigo para o Duke Nukem Forever (!), tem artigo pro jogo do Bob Ross (!!!), mas não tem artigo pro Steambot Chronicles! Falta de respeito!😛

Se você nunca tinha ouvido falar desse jogo, faça duas coisas: culpe a mídia ocidental e anote o dia 23/05/2006 na sua agenda, pois é a data de lançamento deste jogo, que eu não quero perder por nada.

17 Responses to “Por que ninguém fala de Steambot Chronicles?”


  1. 1 Érika terça-feira, 11/04/2006 às 11:22 am

    O jogo parece ser bem fofo! ^^
    Se não exigir muita coordenação (eheheh), eu quero jogar!

    Beijo!

  2. 2 Spirro terça-feira, 11/04/2006 às 12:39 pm

    bem, o jogo me interessa muito, pois eu gosto de liberdade a lá GTA, Gun e Fable! mas esse é um jogo exclusivo para o PS2?
    se for eu vou ficar muito triste!

  3. 3 Raven Lord terça-feira, 11/04/2006 às 1:02 pm

    De fato nunca ouvi falar.
    E parece bem legal, é um pena eu não ter um PS2 para jogá-lo.

    PS: Eu espero um review seu do jogo, heim.😛

  4. 4 Lipedal terça-feira, 11/04/2006 às 1:16 pm

    Bom, se o jogo vai ser lançado em fins de maio, provavelmente sairá um preview nas revistas desse mês ou do próximo. Quanto à IGN, Gamespot e afins, talvez só coloquem como destaque mais perto do lançamento, quando tiverem mais informações sobre a versão americana.

    Ou os americanos não sabem nada de jogos mesmo😦

  5. 5 CarlosRod terça-feira, 11/04/2006 às 3:20 pm

    Realmente, nunca tinha ouvido falar nesse jogo, mas agora tô de olho. Achei o conceito interessante e pra ganhar prêmio no Japão não deve ser pouca coisa, não. Espero que o mercado ocidental dê o destaque merecido à ele.

  6. 6 Fábio Barros terça-feira, 11/04/2006 às 4:53 pm

    Spirro, infelizmente, pelo que eu sei, é exclusivo sim…

  7. 7 Thiago Duarte terça-feira, 11/04/2006 às 8:01 pm

    Mas Duke Nukem Forever é um lenda, cara… literalmente falando, hauhauhauhuha!

    Esse jogo realmente parece ser legal pra caramba… e a partir de agora é um incentivo a mais para a minha aquisição de um ps2! Na verdade, os meus motivos atuais são:

    – Shadow of the Colossus;
    – O console barateou de uns tempos para cá;
    – Shadow of the Colossus;
    – Dá pra usar como player de DivX;
    – Shadow of the Colossus;
    – Fica bonitinho na sala de casa;
    – Shadow of the Colossus.

  8. 8 Puma88 terça-feira, 11/04/2006 às 10:34 pm

    Olá,

    Conceitos interessantes os desse jogo. De fato, eu ainda não o conhecia. O nome não me é estranho, possivelmente eu havia lido um desses previews obscuros mas, de resto, não conhecia nada. Ficarei atento de agora em diante.

    Só espero que não tenha aqueles clichês japoneses.

    Um abraço.

    P.S.: espero que meu último post não tenha desagradado. Foi de coração.

  9. 9 Maroto quarta-feira, 12/04/2006 às 2:00 am

    Boa!
    Liberdade de Gta e uma gaita de Blues?
    esse jogo tah na minha lista…

    E quanto a divulgação…só lamentos…incrivel como jogos que poderiam se tornar grandes sucessos acabam sendo oprimidos pela má vontade de algumas revistas…

    Obs: Eu tenho uma Harmonica mas não sei tocar nada!! rsrsrsrs!

  10. 10 Fábio Barros quarta-feira, 12/04/2006 às 8:45 am

    Puma88, não desagradou, rapaz. Pelo contrário: foi o primeiro feedback válido (sem contar os elogios, claro. :P) que eu recebi.

    Isso ajuda a melhorar.🙂

  11. 11 Guilherme/Rashvard quinta-feira, 15/06/2006 às 4:01 pm

    O que posso dizer sobre Steambot Chronicles.. é um adventure/rpg “relaxante”, tranquilo e divertido. Tanto a história principal quanto as opcionais são igualmente interessantes, e as suas decisões mudam o curso de algumas coisas. O jogo é repleto com minigames que vão desde tocar diferentes instrumentos musicais (sozinho ou com uma banda) até jogar sinuca ou minerar ou levar pessoas de cidade em cidade com o seu trotmobile.

    A personalidade de Vanilla está nas suas mãos para ser construída, e os personagens com quem você vai interagir são igualmente interessantes.

    Steambot Chronicles realmente merece muito mais atenção do que tem recebido.

  12. 12 Hawk domingo, 18/06/2006 às 10:38 am

    O jogo realmente é muito bom. Eu comprei, joguei, venci, e continuo a jogar, pois o nível de replay é muito bom!
    O jogo vale a pena, totalmente. E é meio triste saber que tal jogo não tem a atenção merecida. Mas também é algo bom, pois isso apenas mostra que a indústria americana não está interessada em jogos bons, e sim aqueles que agradam o público, mesmo que seja por meio de sangue e violência, como GTA (antes que comentem, eu também jogo GTA ^^’).

  13. 13 Andy quinta-feira, 06/07/2006 às 3:27 pm

    Steambot é perfeito!
    Eu não consigo parar de jogar…hehehe

    O jogo dá total liberdade pra ter uma “vidinha” dentro dele e ganhar seus vinténs. Além disso você pode seguir a história de sua própria maneira, sendo um “mocinho” ou um “bandidão”.

    Você pode ganhar dinheiro tocando na banda, fazendo contrabando ou vendendo mercadorias.

    Um jogo excelente…também não entendi porque não falam dele. Um dos melhores jogos que já vi esse ano.
    E muito diferente também…

  14. 14 Otavio segunda-feira, 27/11/2006 às 12:02 pm

    presiso d3e ajuda para saber como eu passo da parte que tenho que derrotar um zépelim mas ele fica flotuando no lago e ja construi uma estação de tremque vai para o outro vilareijo

  15. 15 Marco Aurélio segunda-feira, 19/03/2007 às 8:42 pm

    Steambot Chronicles é um dos melhores jogos que presenciei depois do Matrix pach of neo.
    Esse jogo foi muito mais além do que pensava, pois existem várias sub missões, desde jogo de bilhar, como ajudar algumas das pessoas das cidades, onde vc poderá ter alguns benefícios…
    Fora que o modo de jogabilidade é incrível, mesmo pq para andar com o robô , precisa de uma certa prática no começo.
    Bom… Agora vou voltar pra jogar, preciso obter medalhas para comprar a bazuca na arena rsrsrs
    até

  16. 16 rodrigo tavares ferreiara terça-feira, 11/09/2007 às 6:50 pm

    to jogando esse jogo e estou tentando finalizar mais estou parado por que depois de enfrrentar o mestre dos elephanty killer nâo sei o q fazer se puder me dar uma for ça meu orkut é biglownder@yahoo.com.br

  17. 17 ,Desmotivado quinta-feira, 07/01/2010 às 4:02 pm

    Alguem sabe quantas cidades existem no Steambot? Ou Quanto tempo demora para Virar o Jogo? Por favor se alguem souber… estou na missao que a blood mantis quer ter o controle da situação e você a Elimina (destroi) Estou nessa parte falta muito para virar?

    Email: kaka_rs_13@hotmail.com


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fabio Bracht's Facebook profile

Meus Outros Blogs

Add to Technorati Favorites



Browse Happy logo


%d blogueiros gostam disto: