2º Troféu GameWorld – Melhores de 2005

Jornalistas falando sobre games em todos os cantos. Bebidas. Canapés e salgadinhos. Representantes de empresas como Microsoft e Electronic Arts. Modelos sorridentes. Não, não é a E3, meu amigo. É o 2º Troféu Gameworld – Melhores de 2005.

Troféu Gameworld Logo

Fico muito feliz por estar escrevendo isso em um blog pessoal, onde eu posso dizer o que quiser, por mais pessoal que seja. Já que pra mim é difícil avaliar esse evento sob a perspectiva de um jornalista veterano, alguém que é acostumado a essas coisas. Eu nunca compareci a algum evento do tipo, então foi inevitável um certo deslumbramento. Especialmente após dois coquetéis de côco e um copo de whisky.

O evento em si, a premiação, devo dizer que não foi a coisa mais espetacular do mundo. Marcelo Barbão, Jocelyn Auricchio e Pablo Miyazawa (todos jornalistas da Futuro Comunicação, organizadora e idealizadora do evento) revezavam-se em ler as fichas de premiação, anunciando os indicados e logo após os ganhadores entre as diversas categorias, que foram desde "Melhor Jogo de Corrida" até "Melhor Produtora Nacional". Foi simples, mas funcional, apesar de 12 dos 22 premiados (Square-Enix, por exemplo) não terem comparecido ao evento pelo fato não possuírem escritório em terras brasileiras. O resultado você vai poder conferir nas publicações da Futuro nas próximas semanas.

O que foi realmente legal foi a idéia por trás do evento. Aquela mentalidade de "bem, a gente não tem o cacife pra fazer um evento arrasa-quarteirão, mas vamos fazer alguma coisa!". Isso é muito importante para a indústria de jogos eletrônicos no Brasil. Já li entrevistas de gente do Japão ou Estados Unidos que se surpreendiam de verdade ao ficar sabendo que existiam revistas de games no Brasil. Que a gente aqui sabia jogar videogame. Imagina então o que esse pessoal vai dizer quando alguém cutucar eles lá na E3 daqui a uma semana e pouco e dizer: "Ó, tá aqui o teu prêmio, que você ganhou lá no Brasil em uma votação popular via internet que mobilizou mais de X mil jogadores". Faz bem pra nossa imagem. Mostra que a gente existe.

Sem contar que toda essa premiação, é claro, foi devidamente acompanhada de muita bebida e comida grátis, como todo bom evento deve ser. E na verdade esse foi o ponto forte do evento, para mim. Não, não a comida e a bebida, mas as consequências da comida e da bebida. As conversas, os contatos, a quantidade de gente que se conhece. Tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis e conversar direito pela primeira vez com algumas tantas outras. Sinto-me no dever de citar alguns nomes que me impressionaram pela simpatia: Rafael Mazza (Gerente de Marketing da Level-Up), Renato Bueno (Diagramador e Redator, trabalhando na Folha), Henrique Minatogawa (Revisor e Colaborador da Futuro) e Rodrigo Guerra (Redator da Futuro). Isso sem contar os carimbados Pablo Miyazawa (Futuro), Théo Azevedo (UOL), Renata Honorato (iG), Gustavo Petró (Folha), entre tantos outros que eu já conhecia e admirava de outros carnavais.

Enfim, foi um evento e tanto, que eu vou guardar na memória por um bom tempo. Até porque, como todos os outros que compareceram, eu ganhei uma réplica extremamente bacana do troféu. Morram de inveja.😛

Réplica do Troféu Gameworld

E que venha o terceiro!

(Siga o link para conferir a lista dos vencedores.)

——————————–

>> LISTA DE GANHADORES

Melhor jogo de corrida
Vencedor: Need for Speed: Most Wanted (Electronic Arts)

Melhor jogo de puzzle/simulação
Vencedor: Nintendogs (Nintendo)

Melhor jogo de esporte
Vencedor: Winning Eleven 9 (Konami)

Melhor jogo de estratégia
Vencedor: Age of Empires III (Microsoft)

Melhor jogo de RPG
Vencedor: Dragon Quest VIII: Journey of the Cursed King (SquareEnix)

Melhor jogo de luta
Vencedor: Soul Calibur III (Namco)

Melhor jogo de tiro
Battlefield 2 (Electronic Arts)

Melhor jogo de ação
Vencedor: Resident Evil 4 (Capcom)

Melhor MMOG lançado no Brasil
Vencedor: Ragnarök Online (Level Up! Games)

Melhor jogo multiplayer
Vencedor: Mario Kart DS (Nintendo)

Jogo mais inovador
Vencedor: Shadow of the Colossus (Sony)

Melhor campanha de marketing no Brasil
Vencedor: Ragnarök Online (Level Up! Games)

Melhor desenvolvedora de games brasileira
Vencedor: Jynx

Melhor publisher no Brasil
Vencedor: Level Up! Games

Melhor produtora estrangeira
Vencedor: Nintendo

Melhor jogo para Xbox 360
Vencedor: Perfect Dark Zero (Microsoft)

Melhor jogo para portáteis
Vencedor: Mario Kart DS (Nintendo)

Melhor jogo para Gamecube
Vencedor: Resident Evil 4 (Capcom)

Melhor jogo para Xbox
Vencedor: Half-Life 2 (Vivendi Universal)

Melhor jogo para PlayStation 2
Vencedor: Resident Evil 4 (Capcom)

Melhor jogo para PC
Vencedor: Age of Empires III (Microsoft)

Melhor jogo do ano
Vencedor: Resident Evil 4 (Capcom)

>> PRÊMIOS ESPECIAIS

Destaque Pioneirismo Online: On Game

Destaque Mercado Mobile/Desenvolvedora: Meantime Mobile Creations

Destaque Mercado Mobile/Operadora: Claro

Destaque Varejo Especializado: UZ Games

Destaque Novo Player: Sprite

5 Responses to “2º Troféu GameWorld – Melhores de 2005”


  1. 1 Puma88 sexta-feira, 28/04/2006 às 5:29 pm

    Que susto. Quando você falou que a comida e a bebida foram o ponto alto do evento… Levei um susto.

    Feliz é esse pessoal da crítica profissional de games.

  2. 2 Fábio Barros sexta-feira, 28/04/2006 às 5:37 pm

    Haha, queria eu ser da “crítica profissional” de games!

    Mas eu chego lá.🙂

  3. 3 Fred sábado, 29/04/2006 às 7:11 pm

    Existe “crítico profissional”?
    hahaha!
    Ah é, tá em aspas, dããããã.😉

  4. 4 nakagawa sábado, 29/04/2006 às 9:03 pm

    Pô, muito legal que o Brasil também tem eventos assim… Agora só falta voltar os eventos de games que tinha há muitos anos atrás… Eu lembro que fui em um evento de games aqui em SP mesmo, mas foi há muito tempo, quando eu ainda colecionava Ação Games. Foi um evento com Sukita no nome (ou algo assim. faz tanto tempo que eu nem lembro mais…)

    Nossa, eu conheci um Henrique Minatogawa… Será que é o mesmo? A gente fazia aulas de japonês há uns 3 anos atrás. Vou até pesquisar depois.

  5. 5 Fábio Barros sábado, 29/04/2006 às 10:07 pm

    Naka, pode ser a mesma pessoa sim! Afinal, o cara entende um pouquinho de japonês… Será?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fabio Bracht's Facebook profile

Meus Outros Blogs

Add to Technorati Favorites



Browse Happy logo


%d blogueiros gostam disto: