Vendo Pokémon Diamond e Zelda Twilight Princess (ou: O maior anúncio de classificados que você já viu)

Vendo estas duas magn�ficas experiências interativas
Aí está. Estou vendendo estes dois maravilhosos jogos. Ambos vão a R$100,00. Se achar que está caro, me mostre alguém vendendo por menos que a gente pode negociar.

Aceito trocas por outros jogos de DS, de Wii ou por clássicos do GameCube.

E lembre-se: não são apenas jogos. Tratam-se de experiências interativas eletroeletrônicas capazes de mudar a sua vida para melhor. Conjuntos de horas de entretenimento sublime e inesquecível. Possibilidades infinitas de relacionamento e estreitamento de laços entre amigos ou talvez até família. Diversão pura em formato de software.

Mas… se são tão bons assim, por que eu estou vendendo, então? Bom, dois jogos, dois motivos. E você vai ter que clicar no link a seguir para ler a história completa.

O Zelda é excelente, sério. Não tem muito o que melhorar. Mas eu simplesmente sei que não vou jogá-lo mais durante os próximos, sei lá, dois anos. No mínimo. Então quero transformá-lo em dinheiro para poder jogar outras coisas e aumentar o meu repertório. E também porque eu sei que, se um dia quiser jogar de novo, eu tenho no mínimo uns cinco amigos que poderiam me emprestar. Então não tem grilo.

Já o Pokémon é outra história. Outra história. Eu lembro quando li a respeito do Pokémon Red/Blue na já distante edição número 13 da Nintendo World. Foi a primeira vez na minha vida que eu li algo e depois procurei o nome de quem havia escrito. E li “por: Pablo Miyazawa”. Nesse dia, cheguei a duas conclusões: a) eu teria aquele jogo, de qualquer jeito, e b) eu queria ser que nem o tal do Pablo Miyazawa. Não consegui o jogo, mas vários anos depois acabei conhecendo (e inclusive trabalhando com) o autor do texto. Ou seja, saldo bastante positivo.

Voltando ao Pokémon. Eu não tive o Red/Blue, mas tive o Yellow. Joguei até cair os dedos, sério. Quase completei a Pokédex, fiz o meu primo e uns amigos comprarem também pra jogar comigo… até fiz o meu Pikachu aprender Surf. Good times. Aí saiu o Gold/Silver, que eu comprei também (versão Silver, porque o Lugia é muito melhor que o Ho-oh), depois de muitos meses de ansiedade. Meu primeiro jogo original comprado com as minhas economias. Por certo, mais jogatina desenfreada. Fiz um ótimo time de Pokémons de nível 100, que inclusive contava com o mesmo Pikachu surfista, que agora já era um Raichu com Rain Dance, Surf, Thunder e Thunder Wave. Muito foda. Adorava ele.

Pikachu SurfistaDe fato, tenho até hoje esse Pikachu no cartuchinho do Silver que está ali na minha gaveta. Não me desfaria dele nunca.

Mas depois eu me afastei, porque nunca tive o GBA. Foi uma época negra pra mim em termos de games, porque eu não tinha nenhum console ou portátil. Como não tinha mais nada que prestasse pra ele, vendi o GBC. Tudo que me restava era um SNES (que de vez em quando eu fazia rolo com alguém por um Mega Drive) e as múltiplas horas gastas na locadora.

Aí vim pra SP, meti na cabeça que ia ser jornalista de games e comecei a me inteirar de novo no assunto. O Nintendo DS já era minha menina dos olhos desde a E3 2004 (li na EGM Brasil que comprei no aeroporto a caminho da capital paulista), e um dia eu acabei comprando o meu. Vários meses depois, meses da mesmíssima expectativa que eu já tinha experimentado no período pré-Gold/Silver, chega o cartuchinho do Pokémon Diamond em casa, comprado via Fórum NGM Online.

Viciei total… até uns 60% da história. Aí comecei a jogar meio arrastado, nas horas livres, entre um freela e outro. Mas ainda adorando tudo. Fiz amigos pelo chat do Serebii.net, procurando por alguém que trocasse o meu Onix comigo pra ele evoluir pra um Steelix. Estreitei meus laços com pessoas fodas como o JP Nogueira e o Renato Pelizzari. Joguei online e me diverti até o fim da história, que, como todo fã de Pokémon sabe, é quando o jogo realmente começa.

Só que aí ficou puxado demais. Treinar, me preocupar com números, status, APs, percentuais de chances… jogar dezenas de horas só pra conseguir um Pokémon perfeito em um cruzamento entre dois outros, e aí depois jogar mais dezenas de horas pra treinar ele até o nível 100, me preocupando com efforts e outras coisas complicadas… e fazer isso multiplicado por seis, só pra ter um time completo de Pokémons “com pedigree” e poder arrasar nas batalhas na Battle Tower, online e contra os profissionais que eu conhecia. Eu queria fazer tudo isso, ter tempo e capacidade mental disponível, mas não tinha. Agora eu trabalhava — e pior: com games. Tinha que jogar múltiplas outras coisas, não podia me dedicar só a Pokémon. E Pokémon é, para o bem ou para o mal, um jogo que exige dedicação total.

Meses de hesitação depois (“vou mesmo vender esse jogo que é tão bom e que eu esperei tanto pra ter?”), aqui estou, vendendo ele por uma dezena de notas de dez reais.

Pelo menos comprem, agora.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , , , ,

30 Responses to “Vendo Pokémon Diamond e Zelda Twilight Princess (ou: O maior anúncio de classificados que você já viu)”


  1. 1 Cesar Martins quinta-feira, 25/10/2007 às 12:22 am

    Nossa, e que história!
    Só não compro porque eu já tenho. O mesmo Diamond. =)
    Não tá caro, no meu paguei 150. E ainda não pretendo vendê-lo mesmo também jogando “arrastado”. É compreenssível você querer vender o seu.
    Mas, o Zelda? Esse eu guardaria pro resto da vida.

  2. 2 Henrique Ribeiro Alves quinta-feira, 25/10/2007 às 9:49 am

    Eu queeero!!!
    Sim, eu quero comprar o seu Zelda.
    Depósito bancário??
    Retirar onde?
    Você me envia por correio?
    Faz um tempão que eu estava atrás, mas ainda não tinha me sobrado dinheiro.
    Tenho o wii a 4 meses e até agora a única coisa que joguei foi wiisports!!
    Como é bom ter amigos nintendistas!!!
    Contacte-me pelo e-mail.
    Abração!!

  3. 3 rodrigo quinta-feira, 25/10/2007 às 10:14 am

    Eu compraria o Pokémon se eu tivesse tempo e o console.
    O Zelda eu já fechei.

    Por sinal, tô vendendo Harry Potter e a Ordem da Fênix pra Wii. Coloquei um link do mercadolivre no blog lá. Tá em algum dos posts recentes. Ou responde por aqui mesmo ;P

  4. 4 Borbs quinta-feira, 25/10/2007 às 10:29 am

    Pelo jeito, eu não sou o único que não quer mais ter o HP5 em sua coleção de joguinhos da caixa branca. =D

  5. 5 Fabio Bracht quinta-feira, 25/10/2007 às 1:14 pm

    Henrique, deixei scrap no teu orkut (já que não achei teu email). Dá uma olhada lá. =)

  6. 6 Vinícius quinta-feira, 25/10/2007 às 4:54 pm

    Eu tenho apego sentimental com games que eu nem vou jogar. Foi uma briga pra vender meu SNES, Super Famicom e Mega Drive. Ainda tenho jogos deles MESMO SEM OS CONSOLES e fico com dó de vender.

  7. 7 Lucas Patricio sábado, 27/10/2007 às 8:42 am

    A coisa ta feia heim Fábio o.O’

    Puxa, que pena que você vai vender seu Pokemon. Você não quer me passar algum dos seus pokes antes que algum assassino resete a fita? uahauhaa

    abraços!

    Ps. Você pode vender seus pokes! Mais $$😉

  8. 8 maria eduarda sábado, 27/10/2007 às 12:35 pm

    oi fabio,eu adoro games e adoro o jogo zelda.da nitendo eu tenho tres jogos;mario smach zelda1 e 2 eu estava esperando o zela3 twilight princess foi um susto,pensei que era para a nitendo primeiro ele passou para game cube como fui olhar e perguntar o zelda3 passou para o wii o jogo zelda ta por 134 por ai eo wii abaixou pára 1996 reais, cara estou louca para realizar meus sonhos mais meu masari ta baixo mai um dia chego lA.ABRASO

  9. 9 kaochi domingo, 28/10/2007 às 1:53 pm

    olha, essa história de que pokémon é um jogo que exige dedicação total é verdade. Até G/S/C era muito prazeroso treinar os pokémons, mas desde a geração advance, com essa invenção dos efforts, ficou horrível treinar… tanto que no Diamond eu perdi completamente a vontade de fazer um time forte, e estou me concentrando em completar a pokédex apenas…

  10. 10 Fabio Bracht domingo, 28/10/2007 às 3:31 pm

    Kaochi, eu concordo contigo. Mas sou a favor dos efforts. Limita sim a quantidade de pessoas que vai ter tempo pra se dedicar a fazer um time forte, mas torna o processo muito mais valioso para os que têm. Sou a favor de tudo que serve para diferenciar os Pokémons de mesma espécie, e level. E se isso inclui as Natures e Efforts, então sou a favor. Gostaria de ter tempo pra me dedicar, porque acho Pokémon uma obra-prima dos games, mas não desejaria que a Game Freak retirasse esses elementos só para que eu pudesse ter tempo.

  11. 11 kaochi domingo, 28/10/2007 às 5:03 pm

    realmente isso torna o jogo mais interessante, mas a minha situação é parecida com a sua, tenho pouco tempo livre pra jogar, e tenho muitos jogos pra dividir esse pouco tempo, então eu treino na maneira antiga mesmo: passando de lvl. sem me importar com effort e nature, exceto quando é algo necessário pra evolução (por exemplo, pegar um feebas de uma determinada nature pq é mais fácil evoluir pra milotic hehe)…

  12. 12 Meickel segunda-feira, 29/10/2007 às 12:00 am

    Eu teria interesse em comprar somente o zelda. Tem como vender separado ou a promoção (hehehe) é só pelo dois juntos? Fico no teu aguardo.

  13. 13 Lucas Comitre Martinez quarta-feira, 31/10/2007 às 6:23 pm

    Olha que aconteceu muitas coisas parecidas comigo!
    Minha história com games começou quando minha mãe em vez de me tranformar num pintor me tranformou em um viciado em games… não entendeu né? Eu pedi uma revista daquelas que vinha uma pagina desenheda e outra em branco manja? Ai ela trouxe uma tal de Super Game Power e uma GamersProDicas… pra que, José! Ganhei um Mega Drive depois de muito choro e num certo certo dia vi uma revista com Pokémon na capa, como assisti na Eliana (^^) pedi pra minha mãe e ela comprou. Detonei a desconhecida Nintendo World, eu nunca tinha lido tanto uma coisa. Depois de ler as matérias de Pokémon eu sempre via aquele nome estranho “Pablo Miyazawa”, perguntei a minnha professora de história e ela respondeu que lá é que estava o nome de quem escreveu a matéria, e ela ainda perguntou se eu criara o costume de ler essas revistas afinal minhas redações estavam se destacando (^^²). Foi aí que o “Pablo quem?” se tornou meu primeiro herói, enfiei na minha cabeça que ia ser jornalista… o tempo passou e eu amadureci e tirei essa idéia de louco da cabeça (sem receios, mas não bnsci pra isso hehe, admiro as pessoas que conseguiram engrenar nessa área afinal sei o quão acirrado e violento é o mercado nessa área hoje em dia – ^^³).

    Nossa!!! Desculpe, vai sozinho, é contra vontade! Mas já to acabando… sério!

    A outra coisa igual é que eu desisti de pokémon justamente por não ter tempo e me sentir tão perdido nesse negócio de effort e ponto de treinamento e isso e aquilo e aaah!!! É muita coisa! Mas eu conheço alguém próximo que acetaria desafio. E o melhor! Meu irmão (o ‘alguém proximo’) tem umas economias sem destino (tentei dar destino a elas mas meu poder de influencia não foi pouco efetivo, resistência natural talvez?). Enfim! Vou tentar convencê-lo! Estou fortemente motivado afinal você mor em Sampa, eu posso ir buscar o precioso e jogar um pouco de Wii! =D!Zoeira, você morando em Sampa fica beeeem mais fácil de pegar e exclui o frete, uma grande ajuda já!

    Ah! Meus dedos doem, vc não vendeu o Diamond ainda né? (só falta mais essa – ^^4)

  14. 14 Fabio Bracht quarta-feira, 31/10/2007 às 7:18 pm

    Não, não vendi o Diamond. E seria realmente legal a gente se encontrar, seu comentarista compuslivo!! Heheheh!

  15. 15 Meickel quarta-feira, 31/10/2007 às 11:13 pm

    Você já vendeu o Zelda? Tentei te adicionar no msn e mandar email para fabiobba@msn.com mas não funcionou. Se você ainda tiver o jogo e quiser vender por favor me envie um email. fico no seu aguardo.

  16. 16 Fabio Bracht quinta-feira, 01/11/2007 às 6:53 am

    Como vou te mandar um email se tu não deixou o endereço?😛

    Meu MSN/email/Google Talk é stratofabio @ gmail.com. Aliás, de onde tu desenterrou esse meu MSN velhão? Fico no aguardo do teu contato, porque ainda não vendi o Zelda. Abraço!

  17. 17 johannes domingo, 04/11/2007 às 8:31 pm

    cara euquero muito pokemon eu tinha opearl mas meu cachorro apreendeu a pular alto e o abocanhou e achei o preço bom vai pro meu hotmail johanneswilly@hotmail.com

  18. 18 pablo quinta-feira, 29/11/2007 às 1:01 am

    Pô, Bracht, fala sério. Você não queria ser como eu não, vá. Não naquela época. hehe

  19. 22 Atos sábado, 29/03/2008 às 9:35 am

    caraca!!Quanta historia postada ai !!! ai fabio o preço ta otimo e eu estou interesado mesmo!! se naum tiver vendido ainda eu compro!!

  20. 23 Fabio Bracht sábado, 29/03/2008 às 4:37 pm

    Quem quiser, mande um email pra mim: stratofabio @ gmail . com

  21. 24 emerson segunda-feira, 01/09/2008 às 4:41 pm

    como que deposita pokemon no jogo “Pokemon World Online”?

  22. 25 manoel domingo, 19/10/2008 às 2:41 pm

    eu quero jogar o jogo pokemon

  23. 26 lucas sexta-feira, 06/02/2009 às 2:14 pm

    vc tem augum jogo pra ps 2?

  24. 27 kauane terça-feira, 12/05/2009 às 2:10 pm

    eu quero ganhar uma pokebola e um picachu gratis

  25. 28 Linx terça-feira, 06/10/2009 às 11:13 am

    Se você fosse fã de verdade, JAMAIS venderia seu Zelda.
    Pegar emprestado não é a mesma coisa que ter o próprio.

  26. 29 silki domingo, 08/09/2013 às 1:17 pm

    tem o os jogos disponível ainda


  1. 1 Venda: Harry Potter e a Ordem da Fênix « Assopre a fita Trackback em terça-feira, 06/11/2007 às 1:52 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fabio Bracht's Facebook profile

Meus Outros Blogs

Add to Technorati Favorites



Browse Happy logo


%d blogueiros gostam disto: