Archive for the 'Listas' Category

Top 10: Atualizações que mais me empolgaram no Smash Bros Dojo!

Smash Bros Dojo - LogoBem típico da Nintendo: prometer um jogo para o lançamento de um console e só lançá-lo mais de um ano depois do prometido. Já aconteceu antes, e tornou a acontecer com Super Smash Bros. Brawl, o jogo mais esperado do Wii para todo mundo que não está tão ansioso assim por Super Mario Galaxy.

Pra aproveitar a magnitude desse lançamento (não nos esqueçamos que estamos falando da sequência do jogo mais vendido do falecido GameCube), a Nintendo resolveu, pra variar apenas dessa vez, não soltar as notícias grandes pouco a pouco, como quem controla com mão de ferro tudo o que nós podemos ou não ficar sabendo.

Em vez disso, foi contruído um site/blog e colocado na mão de Masahiro Sakurai, o ilustríssimo designer do lustroso joguinho. E melhor ainda: mesmo que seja uma mísera migalha, ele é obrigado a atualizar a bagaça todo santo dia (dizem que sob pena de ter que jogar duas horas de Escape From Bug Island). No fim das contas, ainda é uma forma de controlar com mão de ferro tudo o que nós podemos ficar ou não sabendo, mas pelo menos o volume é maior.

E eu, um qualquer que nem sequer jogou mais de dez minutos de Smash Bros Melee (é sério!), resolvi que quero entrar no hype e usar o centésimo texto do 16-BIT ara eleger as atualizações causadoras dos dez maiores sorrisos de ansiedade. Os dez dias que mais me fizeram querer que 3 de Dezembro chegue logo.

Bom, pelo menos eu joguei bastante do Super Smash Bros clássico do N64. De fato, a tonalidade branco-Boo da minha pele é em boa parte devida às tardes de praia que eu não saí de casa pra ficar jogando SSB com o meu primo. Bons tempos…

Agora que eu já consegui enfiar no texto os nome sde todos os jogos da série Smash Bros, vamos à lista, por ordem de data que foram postadas.

Continue lendo ‘Top 10: Atualizações que mais me empolgaram no Smash Bros Dojo!’

Dando notícias

EXTRA! Fabio Bracht dá not�ciasE aí, meus amiguinhos! Tudo em cima? 😀

Sim, eu sei que faz tempo que eu não apareço por aqui, e vou dar alguns motivos para isso:

1) Matéria na EGM Brasil
Eu escrevo pra EGM há um tempinho, mas nunca tinha escrito um texto grande, de pesquisa, com várias páginas. Recentemente tive a oportunidade (valeu, Fabão!) , e isso me tomou um tempo e uma concentração desgraçados. Não vou dizer sobre o que é, afinal, é a editora que solta essas informações na hora que achar melhor — ou, na maior parte das vezes, não solta, pra deixar vocês mesmos lerem. Só adianto que não é nenhum assunto fantááááástico assim e tal. É só bacaninha. Mas leia, porque fui eu que escrevi e porque eu acho que ficou bacana. Vai sair na próxima, que por sinal deve estar quase chegando nas bancas.

2) Matéria na Nintendo World
Essa eu acho que posso contar: um guia super detalhado sobre Mario Party 8, para a próxima edição. Vai ter umas onze páginas e vai falar tudo sobre o jogo. Tabuleiros, itens, todos os minigames… tudo. Daria pra ser ainda maior, mas acho que se fosse, vocês é que não iam querer ler um treco tão grande. Mario Party 8 é um jogo que eu gostaria de ter feito um review aqui. Um daqueles posts grandes, do tamanho dos de ICO ou Viva Piñata, falando tudo o que eu achei do jogo. Mas não deu. Ah, essa matéria foi legal também porque deu pra eu jogar o jogo bem antes do lançamento. Umas duas semanas antes eu já estava jogando, eu acho. Não tenho nenhuma confirmação disso, tô só chutando, mas acredito que, tirando o pessoal da Nintendo — claro –, eu fui um dos primeiros, sei lá, 100 indivíduos a jogar. Pensando bem, acho que não, mas deixa eu acreditar, vai. 🙂

3) Detonado Spider-Man 3 (PS2)
Sim, alguém tem que jogar o jogo medíocre do Homem-Aranha pro PS2, porque muitas outras pessoas querem jogar e precisam de detonado. É uma causa nobre, claro, mas, assim como cuidar daquele sobrinho chato para que alguém possa levar outra pessoa no hospital, é um trabalho chato. Um trabalho chato para uma causa nobre, mas ainda assim um trabalho chato. Mas eu tô brincando: o jogo não é nem de longe um primor técnico ou algo do tipo, mas eu consegui me divertir. Esse foi pra SDP e também ficou grandinho.

4) Trampinhos diversos
Apesar de estarem no diminutivo aqui, esses trampinhos acabam tomando um tempo colossal. É seção de notícias da Nintendo World, é um reviewzinho aqui e lá, é algum trampo extra-oficial que não é publicado e chega de última hora, é alguma colaboração pra outro lugar… Não tem muito o que falar disso, exceto que toma tempo.

5) Detonado Super Paper Mario
Coloquei esse por último porque é um que eu ainda não terminei. De fato, o jogo está lá ligado enquanto eu escrevo isso. Há quase uma hora, por sinal. Melhor ir lá desligar, pelo menos a TV. *Indo lá.* Pronto. Esse detonado está sendo muito legal porque, pela primeira vez, eu estou escrevendo um detonado com história traduzida e sem limite de caracteres. Eu sempre quis escrever um livro, contar uma história, só que essa tal história é que eu nunca consegui formular além de algumas idéias iniciais. Essa é a oportunidade que eu estava e sperando para exercer a minha “verve literária” (Trivas, lembrei de ti agora), só que com uma história que já existe. Estou gostando muito de escrever e tenho certeza que vocês vão gostar muito de ler.

6) Pokémon Diamond + Wi-Fi
Esse eu coloquei mais por último ainda, porque nem trabalho é. Sim, pessoas, eu comprei um Pokémon Diamond. Finalmente. E depois eu comprei um Nintendo Wi-Fi USB Connector. E eu amo Pokémon, desde o Yellow. E eu estava esperando esse jogo há mais de dois anos. E eu estava ainda mais seco por ele do que eu deveria estar, já que eu não tive a oportunidade de jogar a última geração antes dessa, a das versões Ruby e Saphire. O resultado é que todo tempo livre que eu tenho eu passo criando o meu vergonhoso time inicial (sério, tá uma merda… eu acho que perdi o jeito). Como efeito colateral, agora que eu tenho internet wi-fi livre no quarto, voltei a jogar Mario Kart DS, agora online. É muito bom. E eu chuto a bunda de qualquer no no MK. Aceito desafios nos comentários, se alguém ainda joga isso. Aceito desafios de Pokémon também, mas com o entusiasmo de quem sabe que vai ser bonitamente humilhado.

BÔNUS STAGE: Falta de saco
É… horas que a gente até gostaria de escrever no blog, mas algo bloqueia. É a chamada FS, Falta de Saco. Eu tenho blog há anos e adoro escrever no blog mais do que em qualquer outro lugar. É mais prazeroso. Mas mesmo assim eu tenho uns períodos que parece que eu enjôo. E eu tô (ou tava?) num desses. Mas eu asseguro a vocês: não é a primeira vez que isso me acontece, e eu sei que vai passar logo (ou já passou?).

Falta jogar, e muito – Fabio Edition

ps2-kingdom-hearts-us.jpg

[ATUALIZAÇÃO] Olha que legal: o Vinícius do Oitobits leu, achou legal e resolveu fazer também um texto da série “Falta jogar”. O dele incluiu jogos de DS (que eu acabei esquecendo, mas acabei de incluir também). Se você está lendo e tem um blog de que games, que tal entrar na brincadeira? É só escrever o post e certificar-se de colocar links para quem já escreveu um também. Afinal, o que pode ser melhor para um bando de gamemaníacos se conhecer melhor do que falando sobre os jogos que ainda querem jogar? Já rendeu bons papos entre os que já postaram.

[POST ORIGINAL] A exemplo dos meus caros e admirados amigos e colegas Claudio Prandoni e Gustavo Hitzschikkicky (dois dos resposáveis pela Continue, se você lembra), e como forma de fazer uma publicidade mais do que merecida ao blog novo deles (que já começa com um ótimo nome: Hadouken), publico aqui a minha contribuição à já intergalacticamente famosa série de posts “Falta jogar, e muito”.

Agora chega de falar difícil. O que vocês verão agora, e quando clicarem nos primeiros dois links desse texto, é uma lista que todos nós, gamers, temos na cabeça, sem exceção. Os games que a gente ainda quer jogar e deixou pra trás. Nessa época de consoles novos entrando no mercado, relembrar os bons games que a gente ainda não jogou é uma boa forma de se conformar por não ter grana pra pegar nenhum console “muderno”. Então lá vai a minha lista dos jogos de PS2/GameCube que eu ainda tenho que jogar (sem contar ICO, que estaria nessa lista se eu já não estivesse jogando [e que será tema de um dos dois próximos textos desse blog]) em ordem mais ou menos de preferência:

Continue lendo ‘Falta jogar, e muito – Fabio Edition’

Preview Top10: Melhores games de DS presentes na E3

Ok, a E3 teve notícias boas pra todo mundo, mas eu acho que nenhum tipo de jogador foi tão beneficiado quanto o grupo "passei a vida toda jogando Nintendo e agora tenho um DS". Grupo ao qual eu, orgulhosamente, pertenço.

As sequências, remakes e títulos inéditos do portátil que afirma que tocar é legal fazem qualquer um se sentir orgulhoso de ter comprado um. É o que se pode chamar facilmente de dinheiro bem gasto.

Aproveitando que tem pelo menos uma dezena de títulos que me fizeram ficar de boca aberta olhando para o monitor quando eu fiquei sabendo que iam ser lançados, eu aproveito para fazer não apenas um preview múltiplo ou uma lista, mas um Preview-Top10. Preview e lista ao mesmo tempo. Então vamos aos previews dos 10 jogos de DS mais esperados por esse humilde jogador. Depois do link: Continue lendo ‘Preview Top10: Melhores games de DS presentes na E3’

TOP 5: Razões para eu botar fé na NIBRIS

NIBRIS LogoQuase no fim do ano passado, as pessoas que costumam visitar sites de games e se informar sobre o assunto tiveram um tópico a mais para debater. Aparecia — praticamente do nada — uma nova produtora de games, chamada Nibris, fazendo um barulho considerável.

Enquanto que inicialmente ela foi notada mais pela sua declaração "cabeça-dura" de que só faria games para as plataformas da Nintendo, hoje muitos olham com atenção redobrada para os passos dessa desconhecida empresa fincada em algum confim da Polônia. E algumas das razões pelas quais eu presto atenção na Nibris vão formar, agora, a primeiríssima lista do 16-BIT. Continue lendo ‘TOP 5: Razões para eu botar fé na NIBRIS’

O que eu quero ver nessa E3

Logo da E3A revista GameMaster desse mês chegou ontem às bancas, e com uma matéria de capa pra lá de interessante: algo como "Os 32 motivos que podem fazer desta E3 a melhor de todos os tempos." Com um nome desses eu nem preciso explicar do que se trata a matéria, não é? Pois bem.

O fato é que eu ainda não li a matéria e nem folheei as páginas dela, ou seja, não sei o que tem lá. Mesmo. Isso porque eu tive a idéia de fazer uma lista parecida com essa pra postar aqui no blog há algumas semanas atrás, só que estava esperando a feira se aproximar um pouco mais. Então, vamos fazer a brincadeira ficar mais divertida: eu vou fazer aqui a minha lista e hoje à tarde eu leio a deles. No próximo post eu comparo as duas, pra ver se as nossas listas ficaram muito parecidas. Mas eu acho que não vão ficar, já que a minha reflete mais o meu gosto pessoal, e a deles tem que refletir o do público.

Enfim, vamos à "O que eu quero ver nessa E3", dividido por empresa (logo depois do link):

Continue lendo ‘O que eu quero ver nessa E3’


Fabio Bracht's Facebook profile

Meus Outros Blogs

Add to Technorati Favorites



Browse Happy logo